Metodologia ágil: O que você precisa saber

M

É verdade que o termo “metodologia ágil” conquistou destaque nos últimos tempos, passando a chamar atenção das pessoas e empresas. Você talvez também já tenha ouvido falar dele. A razão é que mais do que nunca se tem sentido o impacto da competitividade e da modernidade. Isso nos leva a procurar formas de adaptar práticas para trabalhos cada vez mais eficientes, que atendam às atuais demandas. Quer um exemplo? Embora não esteja mais restrita a essa esfera, a metodologia ágil para projetos de software. Ela pode ajudar empresas a desenvolverem produtos de tecnologia mais rápido e de maneira mais ajustada às necessidades.

O que eu preciso saber para começar?

Você vai precisar entender primeiro que metodologia ágil é um conceito, existem diversas metodologias consideradas ágeis. A chamada Scrum é uma delas, consistindo em projetos basicamente divididos em ciclos, geralmente mensais. Os recursos que às vezes negócios menores têm para conduzir um projeto geralmente são limitados. Isso exige que sejam gerenciados de forma otimizada para cumprir fatores como prazo, orçamento e objetivo. Para driblar dificuldades ou demora nesses propósitos alguns modelos disruptivos podem ser a saída.

O que considerar sobre como implementar a metodologia ágil?

O primeiro passo, qualquer que seja a linha de metodologia ágil, é contar com suporte engajado na ideia. Apostar em profissionais ou uma empresa que tenha tanto aspecto cultural quanto domínio de ferramentas nesse sentido é crucial. Ainda mais se você não tem a expertise suficiente para desenvolver projetos de software sozinho, isso faz toda a diferença. Logo, implementar metodologia ágil é um caminho que irá requerer dois princípios fundamentais: aspectos culturais (ou mudanças) e junção de tecnologia para isso (os recursos). Um lado comportamental e outro “instrumental”. Boas práticas que podem ser implementadas ao longo do projeto: Da parte de cultura podemos dizer que existem algumas medidas a serem tomadas.

De uma forma geral, basicamente qualquer que seja o modelo escolhido para ser implementado em seu projeto de software, você terá que se pautar na implementação de alguns processos que naturalmente fazem parte da Metodologia Ágil.

De maneira mais detalhada, podemos dizer que dependendo do modelo e do tipo de metodologia ágil escolhido para sua estratégia de projeto, é possível aplicar algumas boas práticas. Dentre elas:

—trabalho com a ideia de entrega adiantada priorizando a satisfação do cliente;

—possibilidade de adequar o planejamento se necessário mesmo durante o trabalho (não mantê-lo estático, pois novas necessidades podem ser constatadas);

—organização em ciclos mais curtos;

—integração de pessoal;

—manter motivação e trocas contínuas de conhecimento;

—valorizar o diálogo;

—priorizar o funcional;

—considerar experiência de usuário, UX Design;

—formar equipes colaborativas e capacidade de autogerenciamento;

—realizar ajustes de time e ciclo sempre que preciso. ​​

Quais ferramentas utilizar?

Para trabalhar com metodologia ágil, você pode contar com o auxílio de diversos recursos, dependendo da necessidade do seu projeto. Isso, como se pode imaginar, vai variar bastante em decorrência de uma série de fatores envolvidos inclusive no tipo de metodologia.

Você pode utilizar ferramentas de acompanhamento da produtividade ou que gerenciam o tempo e/ou tornam visíveis as etapas realizadas. Apenas para exemplificar, podemos imaginar a implementação do Scrum. Ela pode começar com a escolha de uma equipe. Em seguida, com a devida consideração de etapas que serão percorridas.

A definição pode envolver custo x benefício, objetivo e propostas para melhores resultados com a solução a ser criada. Existe um levantamento de ideias e até mesmo de riscos, motivando, dali em diante, o objeto do trabalho. Há os que chamem isso de fase de definição de “Product Owner”. Não deixa de estar correto mesmo que seja uma empresa de fora que preste esse serviço para você.

Afinal, refere-se à qualidade e instituição de um profissional que tomará algumas responsabilidades de definir o que será feito. Também calcular os riscos e estabelecer prioridades, servindo elas de norte para toda a equipe no decorrer da execução.

Daí sai então, uma espécie de “Product Backlog”. Ele funciona como uma lista com as funcionalidades que se projeta para a solução a ser desenvolvida. Existe ordem de prioridade e também serve de base para estimativas de produtividade.

A partir disso, a equipe pode começar a trabalhar recebendo motivação (no caso do Scrum isso não costuma envolver muitas pessoas — são equipes mais enxutas, mas geralmente de alta performance). O grupo irá trabalhar com um ótimo nível de entrega entre si e comprometimento de cada profissional envolvido. Uma pessoa que ocupe o papel de Scrum Master (ou um líder) poderá ajudar a garantir que o gerenciamento do projeto se torne mais fácil. O entrosamento dos responsáveis também.

Durante o projeto constantemente se recorre à verificação dos chamados sprints. Eles, por sua vez, são planejados desde o começo e normalmente têm a duração de menos de um mês cada. Assim, subdivide-se as etapas em ciclos mais curtos. Isso permite que as equipes acompanhem tarefas pendentes e definem o que podem ou não cumprir dentro de cada um.

Ferramentas de Kanban podem ser usadas na implementação. Elas ajudam a tornar visual o resultado do trabalho, permitindo uma vigilância muito maior em relação ao que é feito com ele a todo momento.

O interessante, no entanto, é que todos os profissionais participem e consigam se planejar. Com excelente grau de organização e mantendo entregas contínuas e coerentes. Assim, o projeto alcança o máximo possível de resultado, sem ter sido interrompido ou desencontrado em nenhuma etapa do caminho.

E então, você já tinha ideia de como começar a fazer a metodologia ágil funcionar a favor dos projetos de sua empresa? Ficou com dúvidas sobre o assunto? Compartilhe pelos comentários e aproveite nosso espaço para descobrir mais sobre possibilidades de desenvolver os melhores projetos como sua empresa precisa!

1 Comentário

Deixe uma resposta

  • Estamos vivendo um momento diferenciado. As tecnologias evoluem e a sociedade demanda por respostas rápidas sempre no menor tempo possível. O Desenvolvimento Ágil surgiu junto com a primeira linguagem de programação, só que como toda tecnologia precisa de anos para amadurecer , sobreviver e ganhar visibilidade e mercado. Parabéns pelo Post. excelente conteúdo.

Por Faicon

Categorias

A Faicon

Redes Sociais

%d blogueiros gostam disto: